Rua Bernardo Guimarães, 2520 Santo Agostinho

Belo Horizonte - MG

Artigos

Os médicos, também, já estão na era digital

Sharing is caring!

Fonte: Site Certisign | Henri Sternberg*

Por ocasião do Dia do Médico, 18 de outubro, é oportuno abordar como a tecnologia, a exemplo do que ocorre em todos os segmentos, está impactando a profissão – em especial no tocante a equipamentos cada vez mais avançados no campo das pesquisas e no desenvolvimento de novas drogas. Outra transformação relevante diz respeito aos processos administrativos que suportam a relação entre hospitais, médicos, pacientes e prestadores de serviços.

Um exemplo é o Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), que, com avanços contínuos nos últimos anos, facilita muito o trabalho dos médicos. Anteriormente, o registro eletrônico das informações era a novidade. Agora, o uso da assinatura digital é o que tem revolucionado, pois não é mais preciso registrar em sistema e, em seguida, imprimir a documentação do paciente. É tudo on-line.  O médico, assim como os demais profissionais que tiverem interação com o paciente, assinam (e, consequentemente, autorizam) procedimentos com apenas um clique, com a garantia da autenticidade e valor jurídico.

Não é sem razão que esse novo modelo de prestação de serviço é cada vez mais difundido. Afinal, é um avanço no atendimento ao paciente e representa segurança a todos os envolvidos em um procedimento médico. As informações, registradas em ambiente eletrônico, são rastreáveis e reduzem a possibilidade de extravios e erros na interpretação.

A tecnologia nos processos administrativos de atendimento também proporciona significativo ganho de tempo aos médicos e pacientes, custos para hospitais, laboratórios clínicos e prestadores de serviços. Sem a necessidade da impressão e tramitação de numerosas vias de papel, todas as etapas são agilizadas. A rápida consulta ao histórico do paciente também faz toda a diferença neste contexto.

Transformar um hospital, consultório ou clínica em um ambiente digitalizado contribui muito para que os médicos possam prover um atendimento mais seguro e eficaz. O PEP, conforme observamos anteriormente, possibilita reunir em um único sistema, todas as informações do paciente.

Tais ganhos propiciados pela tecnologia são fundamentais para o médico, um profissional, que pela natureza de sua profissão, se dedica a pesquisas, participa de congressos científicos, estuda casos de seus pacientes e está sempre à frente em termos de atualização e conhecimento. Sem dúvida, a assinatura digital é uma aliada e uma contribuição significativa ao trabalho desse profissional tão importante para as pessoas e a sociedade.

 

Para acessa o artigo em sua publicação original, clique aqui.

*Henri Sternberg é diretor de Negócios Corporativos da Certisign